Aquilo que só a gente sabe

Não há ninguém além de você que me faça sorrir como boba, ou que torne linda uma noite fria e chuvosa. Que troque o papel para escrever no meu corpo a melhor das suas obras.

Alerta de clichê: Não há nada em você que possa se comparar a outras pessoas que já passaram pela minha vida. E nenhuma conversa que eu ache mais interessante, um toque tão profundo, ou uma sintonia forte como a nossa. De fora parece utópico demais. Mas, importante mesmo é aquilo que só a gente sabe.

Leia também: Amor de verdade não vira rotina

É incrível como a cada dia que passa as coisas vão se alinhando ainda mais. Não no sentido de retidão, é no sentido em que consigo caminhar tranquila por suas mal traçadas linhas meu amor.

E que você perfeitamente compreende meus labirintos (tanto quanto compreendo os seus) e consegue me achar no emaranhado que faço. Mesmo que eu me esconda em um “não quero falar sobre isso”.

Nesse momento, você sabe onde eu preciso mexer, então você toma todo o cuidado do mundo pra que eu vá além.

Você veio para acrescentar, para dar chance do inimaginável florescer. Sim, estou amando outra vez. Felizes aqueles que podem experimentar o que temos vivenciado. Feliz nós hoje, amanhã e aos dias que ainda não nos pertencem, mas que desde já consagro ao universo como nossos.

Mais textos da autora: aqui

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

SHARE
Previous article7 dicas para ser bom de cama (de verdade)
Next articleSe você quiser voltar pra ela
Sou psicóloga, escritora e produtora de conteúdo para internet. Mas também gosto de maquiagem, de séries, de cozinhar para os amigos, de cuidar dos gatineos, de amar as pessoas como se não houvesse amanhã e que claro, volta e meia guardar uns ranço porque ninguém é de ferro! Se você leu algum texto meu, por favor, expresse sua opinião nos comentários. Vou adorar o seu feedback!