Enquanto não é fim

Vi algumas fotos. Olhei ao redor e pensei no que se constrói enquanto tudo é começo. Enquanto o que se sente é gentil e novidade.

Enquanto não é fim, buscamos intimidade. Buscamos conhecer quem, agora, nos acompanha. Deixamos nos conhecer e acabamos percebendo e melhorando muito aquilo que temos.

Enquanto se sente, acredita-se em amor. Plantamos o que de melhor há na gente. E colhemos o que de fato está nas pessoas, que nem sempre é o que se cultiva.

Enquanto se arruma a casa, se ajeita a gravata, organiza um sonho, planeja viagens… E dias mais extensos e simples, é porque procuramos ficar na vida de alguém.

Leia também: Nem todo recomeço doí

Então, olhei de novo e vi minhas coleções empoeiradas, que completas, ou perderam o sentido ou aumentaram minha admiração e zelo.

enquanto-nao-e-o-fim

Assim acontece com algumas pessoas, enquanto não é fim. Ou não mais começo.

E pra onde vão os sentimentos enquanto é começo? Será que realmente chegam ao fim? Eu não posso acreditar que intimidade se perde, mas acredito que tudo muda. Mudamos de endereço, de espaço, de emprego, de roupa e também nos mudamos daquelas pessoas que não consideraram em ser nosso lar.

E o quê dizer dessas pessoas que chegam pra sempre? Há tantas que combinam e se encaixam naquilo que pensamos ser eterno e por algum motivo, pequeno ou imenso, elas precisam ir embora. E vão.

Porém, o fim não chega sem avisar. Ele nos avisa diariamente tudo àquilo que está se perdendo. E o que fazer com o que resta da gente enquanto já é fim? Como recuperar aquilo que se sentia enquanto era começo?

Você vai gostar de ler: Sinto muito que tenha acabado

Então, eu olho de novo e lembro-me da Rosa do Pequeno Príncipe. Única a ele. No entanto, ele também precisou se afastar pra reconhecer que a amava. E mesmo sendo feliz quando se aproximava a hora de vê-la, em alguns pores do sol, ele se sentia triste.

E enquanto não é fim, qualquer lugar lembra algo sonhado, vivido. E quando não é mais começo, algo entristece com a lembrança de quando tudo era início.

Tudo é recomeço

É difícil se enxergar enquanto é fim. É difícil se enxergar enquanto é começo. Tudo é recomeço. Mas, o fim sempre será fim. Não há muito que fazer. Ou muito pelo contrário, há muito que se fazer.

Podemos começar guardando as lembranças no lugar que temos de mais bonito. Podemos arrumar a casa, o espaço, o coração. Podemos mudar o pijama e os lençóis. Podemos começar a ler outros livros ou um curso diferente pra estudar.

E enquanto não é fim, é o que devemos guardar. Há muito que aprender, prender, gostar, amar. É o que colecionamos na vida. E não precisa ser empoeirado. E assim como o fim, sempre será fim. O começo, sempre será começo.

Leia mais textos da autora Lilly Maria: Clicando aqui :-) 

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário