Gostar de você é meu ponto fraco

Você sabe que gostar de você é meu ponto fraco. E reaparece exatamente quando estou me virando sem sua presença na minha vida, porque não suporta a ideia de que eu possa te esquecer.

Tudo bem, nem eu suporto ter que negar nossa conexão, ter que me afastar daquela conversa boa que flui tão fácil contigo, da sintonia que a gente tem, e de todo esse sentimento que ninguém sabe que nome dar -e que eu tento sempre não chamar de amor, pra não doer ainda mais.

O problema é que você tá sempre namorando. E se aproxima outra vez com a desculpa de que sente saudades das nossas conversas. E que prefere falar sobre as coisas da vida para mim e não para sua namorada. Eu escuto mais uma vez. Ouço o que você tem para dizer mesmo me sentindo uma trouxa por dar meu ombro sempre que você precisa. Mas não deixo de dizer o tipo de namorado babaca que você é.

Talvez você reclame do relacionamento de vocês de novo em algum momento e finalmente solte a frase: “A gente é que deveria estar junto”, “Imagine como seria lindo…”. A TA, como se eu já não tivesse imaginado isso em algumas das minhas caminhadas solitárias, nos meus goles de vinho e nas tantas insônias produtivas.

É muito injusto você dizer isso sempre que a gente se vê. Em todas as vezes em que ouço você dizer sou especial, isso soa verdadeiro, sabia? Eu sempre acreditei em você, e até hoje recuso o fato de que o quê a gente viveu não foi real da sua parte. Ninguém pode me provar o contrário, que pena…

O fato é que você me prende de um jeito que ninguém faz

namoro sem compromisso

E meus sentimentos em relação a você me fazem vez ou outra me machucar para tomar um café contigo. Machucar sim, porque te ver e não poder te beijar, te tocar como eu gostaria e expressar livremente meus sentimentos por ti, dói e deixa um vazio aqui que nenhum cara do Tinder resolve. Talvez ninguém consiga ocupar o lugar que ainda é seu, apesar de estar vago…

E sabe, por mais que eu valorize muito a pessoa que eu sou, seja uma mulher independente e segura das coisas que quero, você ainda mexe comigo nesse nível em que eu faço papel de trouxa. Isso tudo porque você AINDA é uma das coisas que eu quero tanto.

Gostar de você é meu ponto fraco, mas não quero assim. Eu não quero ficar contigo no próximo break do teu relacionamento ruim. Não quero te dar um beijo na despedida do café, e não quero uma noite para relembrar bons momentos. O que eu quero de verdade é você por inteiro. E mesmo se eu nunca tiver, esse amor mal resolvido vai andar por aí comigo, jogado em algum canto do meu coração.

Sei que posso te esquecer, mas preciso de espaço. Na verdade preciso de tempo também, de muito tempo. Então põe a sua insegurança na mala e vai para longe. E quando decidir que realmente quer algo, talvez eu esteja aqui. Mas por hoje eu estou me despedindo de você e de tudo que a gente poderia ser, porque no fim você é só aquele boy que nunca vai ser meu.

Leia também: Não te espero nem por mais um dia

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

SHARE
Previous articleSe eu disse não é não, aceita!
Next articleTraição precisamos falar sobre isso
Sou psicóloga, escritora e produtora de conteúdo para internet. Mas também gosto de maquiagem, de séries, de cozinhar para os amigos, de cuidar dos gatineos, de amar as pessoas como se não houvesse amanhã e que claro, volta e meia guardar uns ranço porque ninguém é de ferro! Se você leu algum texto meu, por favor, expresse sua opinião nos comentários. Vou adorar o seu feedback!