me odeie, agoraMe odeie, agora!

Eu não tenho o direito de sentir, mas sinto, eu não tenho direito de sofrer mais sofro, e por quê? Gostaria de saber o porquê, gostaria de ter a fórmula mágica que arranca esse sofrimento de todos os corações partidos, mas não tenho esse poder! Me restam palavras de acalento, palavras que talvez digam o obvio, talvez digam aquilo que você já sabe…

Siga em frente, ame-se mais, seja forte, isso passa! Tudo isso pode ser dito da forma mais impessoal possível. Mas acredite em minhas palavras, eu sei o que você está sentindo, sinto a tua dor, e sofro cada vez que um coração é partido por pura intolerância, por estarmos cada dia mais efêmeros e voltados apenas a nós mesmos.

Cada vez que escuto uma história, a sua história, essa mesmo! Essa mesmo, que você deu o que tinha de melhor em você, com defeitos junto, mas você sabia que era tudo que você tinha. Você apostou em mais do que você mesmo, apostou em duas pessoas, em dois corações e agora parece não ter sobrado nem o seu. Toda vez que escuto isso a vitória desse ciclo infinito de sofrimento, que um dia foi você quem fez sofrer e até talvez tenha sofrido junto, mas fez sofrer, e agora é você quem parece sofrer sozinho.

Eu sei como você se sente, e quero que se sinta abraçado por mim, quero que se sinta protegido por mim e por minhas palavras em silêncio, pois saiba que por mais que eu me importe de toda a minha alma com a sua dor, por ela não posso fazer nada e isso me machuca mais ainda.

Também sei que não é hora pra reflexões, e não há espaços para explicações de todos os possíveis porquês. Sei que o que você quer é ser amado por aquela pessoa tanto quanto você sofre por ela. Mas dolorosamente lhe informo que nesse momento você só tem a mim e minhas palavras.

Veja bem, eu me importo com você, me importo com sua história, me importo com o que você sente. E eu faço isso, porque foi a forma que eu achei de quebrar esse ciclo, busco a minha redenção te dando meu coração, quebre ele, diga que eu não te conheço, diga que eu não sei de NADA, me machuque, me maltrate, mas não saia dessa leitura com ódio.

Quero que me responda, quero que me mande um e-mail dizendo que eu não entendo e nunca entenderei a sua dor. Mas quero toda a raiva que você tem nesse e-mail, quero tudo de ruim que há aí dentro, e depois, quero que você seja feliz, e sobreviva. E com seus olhos, os do coração, passe a ver cores.

Me encontre na rua, e destrua-me com suas palavras, derrame suas lágrima, e depois seja forte. Me odeie, mas não odeie essa vida, essa sociedade, eles são duros e até difíceis as vezes, mas há beleza! Sei que não vê isso agora, mas eu te imploro acredite em mim, acredite, pois eu te amo, eu não te conheço, mas quero te amar, quero te dar o meu melhor, pra que você possa sobreviver a esse mundo sem ser uma pessoa triste que eu me tornei. Cheio de sorrisos, e efusões, mas cheio de tristeza. Saiba que estou aqui para te ouvir, para te ver, para ser o que você precisa, para te amar!

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário