Não foi pela sua beleza que me apaixonei, mas sim pelo que você é

Não foi pela sua beleza que me apaixonei, mas sim pelo que você é

Se eu fosse falar de seus olhos ou de sua boca, estaria batendo mais uma vez na mesma tecla. Mas sabe? Não é isso! Não foi pela sua beleza que me apaixonei, mas sim pelo que você é.

Você também vai gostar de: Mulher ideal existe?

A beleza pouco importa quando você conhece alguém que pode arrancar admiração de seu coração e não apenas de seus olhos. O que a mente nos conta inconscientemente vai além da imagem idealística que construímos anteriormente. Julgar com os olhos é o maior erro que um ser humano pode cometer.

Atras de nossos olhos, entre nossas mentes e nossos corações existia uma barreira. Ela nos protegiam dos males. Males esses causados por amores antigos, que passaram e deixaram feridas ainda expostas.

Entre a barreira, as feridas e o meu coração, ainda existia o meu ego. Aquele que não me deixava cometer, segundo o meu cérebro, o mesmo erro.

Existe algo por trás de seus olhos que me fazem flutuar. Foi a profundidade com qual me olhava que me deixava e me deixa ainda extasiado. É o que eu consigo sentir mesmo sem te tocar, que me deixa assim…

A beleza de sua alma quebrou as barreiras do meu ego

abraco-construir-unir-tumblr-min

Não posso dizer que é algo simples de se fazer, mas construir ao invés de quebrar vai ser sempre o ideal. Mas como construir se você acabou de limpar a bagunça? Nem sempre temos coragem para nos arriscarmos em uma nova obra. Nem sempre nos lançamos ao mar, depois de uma tempestade.

Com paciência as barreiras eram quebradas como vidro, se desfazendo em mil pedaços. Juntamos cada pedaço e construímos um castelo em vez de uma muralha. Porque simplesmente baixamos todas as guardas. Aquelas que nos protegiam de sofrer, que nos deixavam longe de todo mal e ao mesmo tempo de todo bem.

Veja também: Relacionamentos longos, por que são cada dia mais raros?

Dessa vez nos arriscamos

nos-arriscamos-pela-estrada-casal-tumblr-min

Eu quis experimentar a doce brisa que vem do sul. Sem medo dos temporais. Pois esses causam estragos, mas nunca vão me derrubar. Pois o castelo está sendo construído em cima de pedras firmes de confiança e diálogo.

Falando em diálogo, são esses que me fazem ver o quão especial você é. Me mostram a mulher por trás desse rostinho de boneca. Os pensamentos além, que eu tanto admiro. Conversar contigo me mostra que a beleza está muito além do que conseguimos ver. Ela está contida dentro daquilo que podemos sentir, mas que nem sempre é palpável.

Não foi pela sua beleza que me apaixonei, mas sim pelo que você é. Pelo que você faz, pelo que você diz, pelo modo que você trata as pessoas, pelo modo que você me trata. Como você enxerga o mundo e a esperança que ainda vê em coisas que eu já larguei de mão. Sua beleza vai muito além desse seu rosto maravilhoso e de seus olhos brilhantes. Sua beleza está contida em sua alma.

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Tags : AmorCrônicasJoelson MadeiraNão foi pela sua beleza que me apaixonei mas sim pelo que você éTextosTextos de amor