Não perca sua vida fazendo o que você não quer

Se não for para ser assim eu nem quero…

Parece uma frase egoísta, quando separada do contexto, ou melhor, da experiência em si. Talvez por isso sempre me achei mesquinho, mas meus “nãos” sempre me salvaram emocionalmente de diversas situações.

Imagine o caso de uma pessoa que te convida para certa coisa da qual você sabe que não será produtivo, muito menos agradável. Mas que no fim, você fica entre agradar a pessoa ou agradar suas emoções.

Felizmente, passei e passo por poucas situações assim na minha vida. Defini em uma dessas fases que vivemos, que eu nunca mais me sacrificaria assim. Entenda, sacrifícios são necessários, uma vez ou outra, apenas. Por isso, quando algo não me faz ou não me fez bem eu simplesmente não o repito.

Você precisa ler: Ela aprendeu a se dar o respeito

Como disse Chico Xavier: “Só o riso, o amor e o prazer merecem revanche. O resto, é mais que perda de tempo… É perda de vida.”

ser-livre-nao-perca-sua-vida-fazendo-o-que-voce-nao-gosta

Tendo isso sempre em mente. Deixei minha alma muito mais leve. Ela não fica se arrastando por aí com pesos desnecessários. Não fica por aí sofrendo e aguentando coisas das quais são facilmente resolvidas.

É que ás vezes colocamos um caminhão de problemas em cima de algo que podemos tirar com nossas próprias mãos. Claro, nem sempre temos essa ótica maravilhosa e simplista de que tudo pode ser resolvido. Mas sabe aquela coisa da metade do copo? Então, é isso! Precisamos programar nossos olhos para enxergar tudo da maneira mais fácil.

Mas não podemos negar que muita gente sofre e nem sabe o motivo. Estão lá fazendo o que as pessoas dizem como certo, para se encaixar em um padrão ou simplesmente para agradar alguém. Então é aquela coisa que o Chico falou, estão perdendo suas vidas por coisas pequenas, por desprazeres. Tendo noites mal dormidas, companhias desagradáveis, dias sem risos, dias sem prazeres…

Recomendamos: Amiga, você é uma mulher forte

Se não for para ser assim eu nem quero… Quando você já está em um relacionamento.

nao-perca-sua-vida-fazendo-o-que-voce-nao-quer-casal-liberdade

Se isso já acontece sendo você a única coisa que importa na sua vida, imagina em um relacionamento. Aonde você tem, de uma forma ou de outra, uma segunda pessoa. Tão importante quanto você. Vai me dizer que você não conhece um casal assim, ou já viveu/vive algo parecido?

E não venha aqui me falar sobre gênero, já que nessa situação existem sacrifícios dos dois lados. Tanto homens, quanto mulheres podem se anular em determinados relacionamentos, quando não são os dois.

Certas coisas são vitais para uma relação saudável. Existe uma coisa chamada afinidade que é extremamente importante. Muitas das vezes os casais têm apenas, relapsos disso. Talvez, por ser simplesmente difícil de ser encontrada. É como se aquele ditado, “os opostos se atraem”, fizesse total sentido.

Afinidade é importantíssima para que vocês possam resolver seus problemas de modo prático. Quando ambos estão caminhando juntos, lado a lado, fica mais fácil de entender os problemas e a dor do outro. Ao contrário disso, quando há uma falta de sincronia, tudo que o outro faz, quer ou sente é um problema.

Por isso, os casais que vejo por aí, não adicionam nada um ao outro, não se entendem, não se amam. Eles apenas se completam e não é do modo bom. Apenas completam o vazio um do outro, preenchendo assim os seus quartos escuros e sozinhos com a dor de outro alguém. São realmente opostos em tudo.

Mas em uma coisa eles não são opostos. Eles são totalmente iguais em juntar suas tristezas e depositar na outra pessoa a sua chance de felicidade. Eles acreditam tanto nisso, que transformam o outro em uma espécie de droga. Que os vicia e deixa-os totalmente dependentes. Anulando assim a vida um do outro.

Deixa de existir dois seres. Tudo passa a ser um único universo. Isso seria lindo se não fosse doentio. Passam a ter as mesmas vontades, os mesmos desejos e as mesmas atitudes. Sendo assim, qualquer desvio de conduta de uma das partes leva o relacionamento a ruínas devido a falta de estabilidade emocional.

Leia: Amor próprio em primeiro lugar

O relacionamento toma um rumo trágico e o termino é inevitável

ela-aprendeu-a-se-dar-o-respeito-1

No fim, quando o relacionamento toma um rumo trágico e o termino é inevitável, as pessoas não sabem porque seus relacionamentos não dão ou deram certo. Mesmo que eles estavam firmados em desconfiança, total falta de diálogo, e uma ampla expectativa de felicidade depositada no outro.

Cabe a nós entendermos que nossos desejos, vontades e angustias são sim importantíssimos. E não sacrificar isso a todo instante seja lá por qual motivo. Um relacionamento não é sacrifício, apesar de haver muito de ambas a parte.

Relacionamentos devem ser prazerosos e leves. Qualquer coisa diferente disso, que seja pesado, maçante, desgastante, deve ser removido. Você não deve desperdiçar sua vida com coisas que não te façam bem. Afinal, você é seu bem mais precioso!

Nosso último texto: Se engana quem acha que eu namoro pra casar

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário