Pode assumir, eu sei que já virei amor

Pode assumir, eu sei que já virei amor

Faz um tempo que ouço por aí que virei só mais um caso como outros que passaram pela sua vida. Aqueles que deixam aprendizado, coisas boas, mas ah… Não dão certo.

Engraçado pensar nisso olhando para minha cama ainda desarrumada por causa na nossa bagunça na noite passada. Lembro de ouvir claramente você falando que ainda não entendia a sintonia incrível que temos.

Leia também: Não te espero nem por mais um dia

Enumerando nossas tantas afinidades ideológicas, politicas, sexuais e sobre como adora divagar sobre a vida tomando uma cerveja na minha companhia. Tudo isso seguido das palavras que dizem o porque de não querer nada sério com ninguém. E é uma opção bem justa, uma escolha sua.

Você diz que é louco por sua liberdade

Mas é igualmente louco de vontade de acender uma lareira para nos aquecer no inverno e beber vinho ao som da nossa música. Aquela que você escolheu…

Parece que eu baguncei as coisas aí dentro não é!? Agora você sabe o que é saudade. Sabe que ela chama por mim, que tem meu nome e endereço. Sei que você sabe, porque bate na minha porta com vontade de sentir meu cheiro, ou com a desculpa esfarrapada de que esqueceu qualquer coisa por aqui.

e-sempre-amor-mesmo-que-acabe-1

Pode assumir, sei que eu já virei amor, sei que revirei seu coração

Talvez tudo isso não pareça forte o suficiente para você largar a vida de solteiro. Mas sabe, o que sentimos é forte, o que temos é especial. Fraco é você de não assumir que eu já virei amor faz tempo.

Não escancaro o que sinto para ninguém mas eu adoro a gente, mesmo

E o que digo sobre nós –se perguntarem- é um “estou deixando acontecer, é muito bom, se rolar rolou”. Minha prioridade é ser feliz sozinha, sem necessariamente precisar de um parceiro para isso. Mas assumo para mim mesma quando algo me faz bem. E nós somos maravilhosos juntos, você sabe.

Leia também: Eu não sou obrigada

Para sua surpresa, tem algo que me impede realmente de pensar em evoluir algo com você. E é esse seu pé atrás quanto a ficar preso a alguém. Você acha que eu quero me prender? Foi aqui que faltou sintonia.

Sabe o que realmente faltou?

Faltou você perguntar qual minha opinião sobre o assunto. Seu erro foi achar que o jogo estava ganho e que só dependia de você para virar algo mais sério. Mas eis a novidade: Eu teria que aceitar! E um cara que não se importa em conhecer o que penso e o que sinto não tem a menor chance de ser mais do que alguém que passou pela minha vida, deixou aprendizado e algumas coisas boas, mas ah… Não deu certo!

Gostou desse texto? Mais textos da Patrícia Guollo: aqui.

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário