Quando pensar em desistir, lembre-se porque você começou

Quando pensar em desistir, lembre-se porque você começou

Hoje cedo eu compartilhei um post que dizia exatamente essa frase “Lembre-se porque você começou”, e isso me fez colocar o tico e o teco pra funcionar. Pensei em porque eu comecei a faculdade de Psicologia,  porque comecei o Entre Cabelos e Barba e também outros projetos…

Então, se você quer conhecer a reflexão que fiz a respeito, continue lendo esse post!

Achei importante lembrar o que nos faz começar algo porque depois de um tempo tudo vira rotina. Desde a profissão tão sonhada durante muito tempo, até aquele projeto lindo que você desejou tanto concretizar, quanto relacionamentos, amizade, namoro, família. As vezes a gente está muito cansado de algumas dessas coisas e não entende porque.

Estamos cansados de quê?

pés caminhando

Será que estamos cansados porque determinada coisa não faz mais sentido de verdade, ou porque nós não nos lembramos mais o sentido que aquilo tem? Ou pelo menos era para ter…

No meu exemplo da faculdade, que pode não ser o seu, ando cansada das provas, trabalhos e nem sempre estou disposta a dar o meu melhor. É meu último semestre e acredito que todo mundo acaba dando uma “murchada” por conta da demanda gigantesca que a última fase traz.

(Nem a formatura, convite, vestido ou música de entrada me causa grande emoção. Ok, vou fechar esses parênteses para não me alongar demais).

Mas é que em todas as reflexões possíveis de se fazer a partir dessa frase a maior, a meu ver, foi balançar a cabeça em sinal de negação e perguntar onde foi que eu perdi/esqueci o propósito. Quando foi que eu acordei e fiz algo por fazer? Além disso, por que eu não estou saboreando momentos tão sonhados como esse?

Que chato perceber que eu deixei cair no abismo da rotina coisas que eu amo tanto

homem caminhando sem rumo

E não estou falando daquele trabalho chato que as vezes temos que encarar por necessidade (realidade da grande maioria dos brasileiros). Estou dizendo aqui sobre nossas escolhas, nossos tão sonhados planos que se tornam realidade e depois a gente mal sabe como agir vivendo tudo que sempre foi desenhado em nossos sonhos.

O que me deixa mais inquieta é que a maioria de nós sabe exatamente onde quer chegar, mas não sabemos o que fazer quando chegar lá. O que você acha?

Leia também: Respeite o espaço do outro

Aliás, já parou pra pensar com o que você vai fazer com essa conquista? O que vai fazer se seu projeto se concretizar? Quais serão os próximos passos?

Se sim, que bom. Se não, é melhor desenhar melhor esse futuro.

Penso que a grande maioria de nós não está preparado para lidar com a frustração das nossas expectativas, mas e para lidar com a vitória? Será que estamos prontos pra conquistar o que tanto estamos desejando?

Uma coisa é certa, não adianta termos o objetivo alcançado se não soubermos o que fazer com isso, se perdermos o proposito e aquilo é feito simplesmente no automático.

Proposito é algo que deve caminhar conosco em nossa meditação diária: Por que eu faço o que faço?

Você sabe porque faz as coisas que faz?

saber pra onde vai

Porque eu comecei, o que me motivou a chegar onde cheguei, do que eu abri mão, o que eu adquiri de fato nessa trajetória e o que mudou desde que comecei.

Me obriguei a responder essas questões para seguir meu dia. Sério, eu pareço outra pessoa hoje.

Quero te convidar a pensar sobre isso, tentar responder essas perguntas para si mesmo hoje. E a lembrar disso amanhã, semana que vem e nas próximas.

Não perca seu propósito e sempre pense sobre ele, porque nem sempre é necessário mudar de rumo, as vezes só precisamos lembrar qual é o caminho a ser trilhado!

Espero que tenha gostado dessa reflexão. Deixe sua opinião aqui nos comentários.

Abraços! <3

Imagens por Freepik

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Tags : Autoconhecimentocomportamentoembre-se porque você começoumotivaçãoPatrícia Guolloporque eu comeceiQualidade de vida