Príncipe encantado que nada, eu quero é amor!

Ele precisa ser carinhoso, mas não tão grudento, precisa ser romântico, mas me dar espaço, precisa isso, precisa aquilo. Olha, alguém precisa é te avisar que o amor não chega assim. E que esse cara pode até existir, mas para que você transborde o caminho tem que ser de dois.

Olhos amendoados, sorriso brilhante, cabelos ao vento e uma voz tão charmosa que arrepia constelações. Um sonho de milhões de mulheres que cobiçam o perfeito, montado num cavalo branco. Suprindo todas as expectativas dos incansáveis contos de fadas – e outros tipos de contos, talvez um tanto menos infantis.

Você vai gostar: Eu sou a mulher da minha vida

Por aqui na vida real…

Fora do mundo da Disney, fora dos inúmeros tons, o amor precisa ser aceito. Antes de tudo você precisa estar preparada para adicionar cada tijolinho de forma paciente. E se o universo conspirou ao seu favor em dar um “match” com aquele cara super legal, a missão de ter um amor tranquilo com sabor de fruta mordida é só sua.

Mas para quem tem coragem de se entregar, para quem quer conhecer o outro de fora para dentro o caminho é curto. A formula não é exata, mas pode ser calculada e dividida por dois, e se você tiver mais amor aí dentro, até por três, não vamos nos prender aos paradigmas não é mesmo?

Não é o destino que vai trazer o amor magicamente até você, é no fundo do peito e da alma que se deve encontrar as forças necessárias para abraçar esse sentimento tão avassalador. E ele pode estar tão perto, ele pode estar tão presente. Nossos amores são decisões, tomadas pela certeza que eles podem entrar, já que foi você quem decidiu deixar a porta aberta.

Você precisa ler: Querido futuro marido

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário