Quando eu percebi, tudo já tinha acabado

Enquanto eu amadurecia por você o meu amor, e te enxergava como homem. Você seguiu para um lado oposto, e não posso afirmar com certeza todos os seus passos enquanto nos distanciávamos. Quando eu percebi, tudo já tinha acabado.

Tinha um espaço gigante entre nós que aumentava cada vez mais. O que escrevíamos um para o outro já não tinha mais tanta paixão. Os bons dias e declarações eram cada vez mais espaçados. E nossos momentos juntos terminavam sempre em discussão.

Leia também: Não te espero nem por mais um dia

Esse nosso grande amor não foi suficiente para que você dissesse não para todas as outras aventuras que um solteiro pode viver. Você quis liberdade plena, não o julgo por isso. Acredito piamente de que você estava dando o seu melhor enquanto pode.

Posso estar parecendo a menina trouxa e ingênua da história. Hunf, não me importo com que as pessoas pensam sobre isso. Você sabe que faz parte do meu caráter não ser a louca que esquece as coisas boas que viveu porque uma hora tudo deu errado.

O carinho, o amor, o respeito que nunca faltou. Absolutamente tudo a gente tinha pra dar certo, e deu. Até o momento que pra você não deu mais. E não estava dando faz tempo sabe? Eu sei.

minha-vida-segue-bem-sem-voce-2

Meu primeiro domingo sem você começou cinco horas da manhã

Ambos tinham acabado de chegar da rua com os amigos. Conversamos um pouco pelo celular. Aquela coisa de relembrar de como foi o começo e chorar de saudade da coisas boa.

Mas também falamos que o amor não foi forte o suficiente para que a vontade que tens de ser livre não fique incomodando o tempo inteiro, te chamando pra sair.

Você pode gostar de ler: Eu sou a vagabunda com quem ele te traiu

Precisei tomar um remédio pra dormir em plenas seis horas da manhã, após o desgaste da conversa. Vou dizer que o efeito foi bem curto, dormi até as onze. Acordei mal. Você não estava do meu lado na cama, nem no almoço. Fica um vazio sabe?

A gente acha que ta tudo ok, mas não está

Senti sua falta nos mínimos detalhes do final de semana. É duro ver isso acabar. Mas não posso ditar o ritmo da relação, que é feita de dois.

Não posso mudar o meu jeito mulher pra vida inteira. E tu não pode estar pronto no meu tempo, para ser o cara certo, ou o homem com quem eu iria ficar o resto da vida.

Mesmo sabendo que nenhum dos melhores conselhos amorosos amenizaria a dor de ter perdido um grande amor. Eu ainda me lembro que a felicidade é algo que parte de dentro para fora. E se eu não tirar o pijama e levantar da cama, estarei sufocando a mínima possibilidade de ter momentos melhores do que o vazio do meu quarto proporciona.

ser-forte-o-tempo-inteiro

Com esse pouquinho de felicidade que tenho no coração eu vou sair.

Vou pular para esquentar esse frio interno. Abre espaço na pista, na rua, na praça. Tirem a felicidade do caminho, que eu vou passar (sorrindo) com a minha dor!

Já que noite passada eu chorei tudo que deu, e até inventei um assunto irrelevante para poder trocar umas palavras com você. Vou seguir o conselho da música que eu coloquei pra chorar… “Estou me dando alta pra viver”.

Estou indo para perto de mim de novo. E de longe, desejo um bom caminho para você.

Gostaria de ler mais textos da Patrícia Guollo? Vem cá então! Clica aqui. 

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPode assumir, eu sei que já virei amor
Próximo artigoEste é para quando o seu relacionamento terminar
Sou psicóloga, escritora e produtora de conteúdo para internet. Mas também gosto de maquiagem, de séries, de cozinhar para os amigos, de cuidar dos gatineos, de amar as pessoas como se não houvesse amanhã e que claro, volta e meia guardar uns ranço porque ninguém é de ferro! Se você leu algum texto meu, por favor, expresse sua opinião nos comentários. Vou adorar o seu feedback!