Os 3 primeiros passos para um relacionamento saudável

Estamos todos os dias, desde que sabemos o que é ter um amor em busca desse tal sentimento e de toda sua reciprocidade. Desde meados da adolescência vivemos obcecados por uma louca paixão e um relacionamento saudável.

Mas será que estamos mesmo preparados para tal?

Se a nossa existência não depende de outro ser, qual seria o motivo de querer se fazer existir para outrem?

– Yuri Cidade

Bom, seguimos sem respostas…

O que dizem por aí?

Alguns manuais de sobrevivência do amor dizem que primeiro devemos nos amar, para ai sim procurarmos em outros corpos esse mesmo sentimento. Resumidamente é isso, mas não apenas isso. Amar a si mesmo é algo complexo e difícil, tanto de entendermos quanto de executarmos.

Vamos esclarecer algumas coisas: ser egoísta não é amar a si mesmo antes de tudo. Você está sendo apenas um GRANDE IDIOTA. Amar a si mesmo não tem a ver com narcisismo ou algo assim. É a relação entre descobertas e aceitações. É como você se enxerga em relação ao mundo e como se posiciona em relação a isso.

Você gosta realmente de quem você é? Do que você tem e do que pode proporcionar aos que estão ao seu redor? Amar a si mesmo é uma imagem panorâmica sua, vista por você mesmo. É quando você chega em frente ao espelho, desarrumado, com a cara amassada e mesmo assim se senti bem. Sim, você se ama! Pois entende que a sua imagem projetada na mente das pessoas vai muito além do estético, do visual… Inclusive, você precisa ler esse texto: O segredo para a felicidade é simples, mas você não sabe

Então, além de amar a si mesmo o que mais devo fazer para meu relacionamento durar?

Não sei! Nem eu e nem ninguém. Ai que vem a graça da coisa. Não existe uma formula do amor. Amor está muito mais para roleta russa do que para uma formula matemática. Então deixamos todas essas preocupações de lado, mas nunca, jamais, de forma alguma esquecemos de alguns passinhos sincronizados que são importantíssimos nessa dança…

“Se eu tivesse a receita mágica para um relacionamento duradouro. O que você me daria por essa informação?”

Igor Kura

O primeiro deles é paciência…

  1. Paciência:

    Tem dias que não suportamos nem nossa própria voz, imagina outra pessoa cobrando, exigindo. Porque um relacionamento saudável há sim cobranças. Tem que haver a entrega mútua das partes. Atenção aos detalhes são fundamentais.

    Quando isso deixa de existir, uma pressão é colocada sobre nossos ombros, é a tal cobrança que vem de todas as formas e de todos os tamanhos. Tentar entender antes de espanar nossa opinião é fundamental. Aí vem mais um passinho fundamental, o diálogo…

    Casal brigando tumblr gif

  2. Diálogo:

    É fácil falar que o diálogo é fundamental para o relacionamento, se não o mais importante. Mas como é difícil dialogar com alguém que não é você. Que não está dentro de sua mente. Que talvez não tenha tido a mesma criação e os mesmo parâmetros culturais.

     

    Casal discutindo tumblr gifLeia também: Amor tem muito mais a ver com aceitar os defeitos que amar as qualidades

     Como se fazer entender?

    A regra básica do diálogo é: escutar mais, falar menos. Se há um problema, ouça antes de chutar o pau da barraca. Tente entender o outro lado. Coloque-se no lugar dessa pessoa. Veja o mundo com os olhos do seu amor. Mas se a outra pessoa não me ouvir, o que faço? Pois bem, o diálogo é o resultado de dois. Não há diálogo sozinho. Se a pessoa não te ouvir, lembre-se do primeiro passinho. Mas jamais desista de tentar se fazer entender. Explique!

    Outro detalhe que já estava deixando passar no diálogo é a franqueza. A pessoa do qual você está conversando é supostamente o amor da sua vida. Por que não ser o mais honesto possível? Não é feio mostrar suas fraquezas. Feio é tentar esconde-las até de você mesmo. Tendo isso em mente, vem ai um passinho subsequente do diálogo, o companheirismo…

  3. Companheirismo:

    O companheirismo só existe se houver diálogo. Não há como se acertar sem esse pequeno/grande detalhe. Companheirismo não é aceitar tudo que o outro quer. Nem fazer todas as suas vontades. Companheirismo é entender as vontades do outro e fazer com que ele entenda as suas.

    E assim, pode ter certeza meu amigo, o relacionamento será homogêneo. Vocês farão coisas maravilhosas juntos e mesmo assim terão o espaço necessário para fazer o que gostam, mesmo que o outro não tenha a mesma afinidade por tal.

    Casal comemorando tumblr gif
    Chegando a um acordo, tudo flui melhor. Companheirismo é sim respeitar o espaço do outro. Então vem ai um passinho que não estava previsto, mas vou chama-lo de passinho bônus. Pois é um adendo ao companheirismo.

  4. Respeitar a individualidade (bônus)

    Respeitar o espaço do outro é um passinho mágico que faz toda diferença em um relacionamento. Pois acredito que você assim como eu, já saiu de um relacionamento que estava o sufocando. E convenhamos é um alivio sair de algo assim!

    Existem pessoas que simplesmente não conseguem se impor e vão aceitando tudo. Até que chega um momento que a bomba explode. Então, antes de querer impor todas as suas vontades, lembre-se do quanto seria chato se a outra pessoa fizesse o mesmo contigo. “Ah, mas eu só namoro se a pessoa fizer tudo que eu quero!” Compre um cachorro, será mais saudável.

    Casal feliz tumblr gif

    P.S.: Lembre-se, esses são apenas passinhos. Pequenos passos na verdade. O amor, o relacionamento, são danças sem coreografias. O bom é que você pode escolher a música que quiser e dançar do jeito que se sentir melhor. O importante é ser feliz!


    Você sabe mais algum passinho? Tem alguma dica para ajudar as pessoas a manterem seus relacionamentos saudáveis? Então compartilhe conosco, deixe seu depoimento nos comentários. Você estará nos ajudando muito.

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário