Você vê a notícia no jornal:
“casal completa 60 anos de casados” – e pensa: “como eu queria um relacionamento assim! ”.
São tantos questionamentos que eu não consigo escolher um para começar, mas vamos lá, está interessado? Continue lendo…

Relacionamentos longos, por que são cada dia mais raros?

A questão é: do que esse casal abriu mão para permanecer tanto tempo juntos? Eu não tenho dúvidas de que ambos se sacrificaram e muito. Existem os dois lados da moeda e é disso que quero falar com vocês. Primeiro, sacrifício geralmente não é bom. Principalmente se isso parte apenas de um dos lados. Bom, esqueça, esse é o tipo de relacionamento que ninguém quer.

Leia também: 10 sinais de que não vale a pena investir nele

O outro lado da moeda é o que ambos fariam para levar isso adiante. Como eu disse, não creio que exista um relacionamento duradouro sem sacrifícios. Mas esse é diferente, ambos estão abrindo mão de algumas coisas por um objetivo maior. Na teoria é lindo, na prática é bem mais complicado. Vamos aos fatos…

Está cada dia mais raro um relacionamento longo, duradouro e estável.

Está cada dia mais raro um relacionamento longo, duradouro e estável - relacionamentos longos-min

Podemos enumerar diversos fatores para tal. Creio que a maioria deles são baseados na conquista de diversos direitos pelas mulheres. O que facilitaram a libertação de uma espécie de cabresto imposto pelos homens. Sim, os relacionamentos hoje em dia são mais instáveis porque as mulheres não estão mais aceitando certas coisas. O que eu acho maravilhoso!

Lembra daquela coisa de só um dos lados cederem, é, geralmente eram as mulheres. O cabresto era imposto desde os primeiros dias de vida. Eram ensinadas a ouvir, a ficar caladas, a servir… Se compare a sua mãe, suas avós, por exemplo. Imagino que diversas vezes você se colocou no lugar delas e disse que certas coisas você não aceitaria. Mas porque elas aceitavam?

Construção social

Elas foram criadas assim, foram construídas a quererem um relacionamento estável, nem que seja apenas para aparências. Enquanto os meninos sonhavam em “conquistar o mundo”, as meninas tinham o sonho de entrarem na igreja de branco, não porque eram limitadas, mas porque foram limitadas pelo machismo. Foram programadas a crerem nisso, que não deviam, que não podiam, que não eram capazes…

Não ter uma família era algo vergonhoso. Você se tornava qualquer uma, mãe solteira e tantas outras coisas impostas e ditas para você permanecer quieta, dentro das quatro paredes e com medo.

“Ahh, mas era só elas baterem o pé, darem a cara a tapa e não aceitarem isso…”

Imagine o risco, não ter como trabalhar, se sustentar, sustentar os filhos, tudo isso por rótulos idiotas que usamos até hoje… Por isso, era bem mais fácil permanecer. Ficar na estabilidade produzida por um casamento de fachada. Era mais fácil aguentar o cheiro das bebidas fortes, do cigarro, das outras e até mesmo, das surras…

Em um desenho simples e objetivo o cenário ficou assim: as mulheres mudaram, os homens continuam sendo os mesmos idiotas, logo, temos relacionamentos cada vez mais instáveis. (salve, claro, gratas exceções)

Com a mudança dos tempos o cenário mudou, os desejos também. Ainda bem! Vocês mulheres tem direitos, apesar de que nem sempre são cumpridos. Se todos somos seres humanos, por que uns merecem mais que outros?

Os objetivos mudaram

Mulheres poderosas - Os objetivos mudaram - relacionamentos longos-min

A luta pela estabilidade social tomou conta da luta pela estabilidade emocional. As emoções nunca foram levadas muito a sério, não tanto quanto hoje. Tanto que estudamos-as faz menos de um século. O que importava de fato era emprego, casa, estabilidade financeira… Casar por amor era uma leviandade de poucos.

Hoje em dia, com as facilidades do mundo moderno, certas coisas das quais eram primordiais ficaram em segundo plano. Logo, se abre uma lacuna gigante dentro das pessoas que precisa ser preenchida. O afeto, a carência, a falta desse tal amor, tornam as pessoas desesperadas em busca de relacionamentos duvidosos, namoros suicidas, casamentos fardados ao fracasso. Apenas, para não se sentirem sozinhos.

Pessoas precisam de outras pessoas para depositarem suas falsas felicidades. Sim, falsas. A partir do momento que você precisa de alguém para desfrutar de uma certa felicidade, isso é claramente uma ilusão boba e rasa. Imagine, ter que depender de alguém para ser/estar feliz. É um suicídio lento. Se a pessoa sair da sua vida, vai ser como se alguém tivesse puxado o banquinho e você ficasse preso a uma corda, e essa corda estaria exatamente em sua garganta…

Então você quer dizer que relacionamentos longos são ruins?

Não, de forma alguma! A questão é como está sendo gerido esse relacionamento. Se é na base de amor, carinho, parceria, ou apenas na base da carência, das frustrações ou até mesmo da tal estabilidade financeira.

“Eu não acredito que as pessoas se sacrificam assim por causa de um relacionamento…”

Você não acredita que pessoas em pleno século XXI acabam se sacrificando para viver um conto de fadas? Pensa bem, tente lembrar daquela sua amiga que sempre reclama do boy dela. Que ele só quer saber de futebol, dos amigos, sair durante a semana e outras coisinhas a mais…

Agora pensa naquele casal bonito e fofinho que posta fotos de dois em dois minutos no Facebook, fora as inúmeras declarações de amor. Eles são reais? Em partes, mas quando tu precisa comprovar a sua felicidade para os outros, algo tem. Não estou dizendo que tu não pode, de forma alguma, demonstrar a sua felicidade e o quanto você ama seu parceiro em redes sociais. Até porque eu mesmo faço isso e não tenho vergonha de admitir. A questão é: relacionamentos perfeitos não existem!

Nem vamos falar dos inúmeros casos de agressões verbais e físicas que são cometidos todos os dias e mesmo assim as mulheres continuam com seus relacionamentos, por medo, por achar que o parceiro vai mudar, por vergonha e tantos outros motivos…

Príncipe encantado?

Príncipe encantado - relacionamentos longos-min

Essa coisa de príncipe encantado só existe em contos da Disney e olhe lá. O boy maravilhoso que chega a cavalo, com um sorrisão branco estampado no rosto, é um puta de um mimado, reizinho de si mesmo, machista e explorador. Tanto que depois dos casamentos, os roteiristas apelam para: “E viveram felizes para sempre”

Felizes para sempre? E as brigas, e as mancadas, e os erros e tudo mais? Até uma toalha molhada jogada em um lugar errado é motivo para aquelas brigas que até os vizinhos escutam. Quem tem pais sabe bem do que estou falando. E se você já viveu ou vive algo assim, corra!

Calma, brigas são normais. Você briga com a sua mãe, com seu irmão, com seu amigo, com seu cachorro, gato… Claro que vai dar treta em algum momento com seu namorado, marido ou sei lá o que. É totalmente normal. Mas veja as frequências e intensidades com que isso acontece. Ahhh e não tenha medo de recomeçar! As vezes começar do zero é melhor que continuar algo fadado ao fracasso.

Relacionamentos bons existem!

Existem sim, acredite! Existem aqueles relacionamentos que ambos estão preocupados com o outro. São relacionamentos solidificados na amizade, na parceria, na troca, no diálogo. E apesar de ser raro, existe sim. Torço para que cada um(a) de vocês, possa um dia experimentar algo assim.

Vale ressaltar que tempo não define absolutamente nada. Existem relacionamentos de 3 meses que valem muito mais a pena que relacionamentos de 3 anos. Também não quero dizer que tem que ter data de validade ou algo assim, mas tem que ser bom, ótimo, foda pra caralho em quanto durar. Banho maria, a gente deixa para os pudins…

Passos importantes para um relacionamento longo e saudável

Passos importantes para um relacionamento longo e saudável - relacionamentos longos-min

Paciência:

Tem dias que não suportamos nem nossa própria voz, imagina outra pessoa cobrando, exigindo. Porque um relacionamento saudável há sim cobranças. Tem que haver a entrega mútua das partes(…)

Diálogo:

É fácil falar que o diálogo é fundamental para o relacionamento, se não o mais importante. Mas como é difícil dialogar com alguém que não é você. Que não está dentro de sua mente. Que talvez não tenha tido a mesma criação e os mesmo parâmetros culturais(…)

Companheirismo:

O companheirismo só existe se houver diálogo. Não há como se acertar sem esse pequeno/grande detalhe. Companheirismo não é aceitar tudo que o outro quer. Nem fazer todas as suas vontades. Companheirismo é entender as vontades do outro e fazer com que ele entenda as suas e assim, pode ter certeza meu amigo, o relacionamento será homogêneo. Vocês faram coisas maravilhosas juntos e mesmo assim terão o espaço necessário para fazer o que gostam, mesmo que o outro não tenha a mesma afinidade por tal(…)

Leia esse texto na íntegra: Os 3 primeiros passos para um relacionamento saudável

No fim

No fim - relacionamentos longos-min

Relacionamentos são cheios disso. Brigas, sacrifícios, erros, mancadas e acho que realmente não existe nada perfeito a ponto de fugir dessas coisas. O ideal é você se perceber e ver o quanto está se doando e se isso está sendo benéfico ou não. Digo em relação a você. Isso te anula? Isso te faz mal? Ou isso é suportável, tendo em vista todas as outras coisas? Só você pode determinar se seu relacionamento é um sucesso ou não. E só você tem a chave para a saída desse caminho. O que posso lhe desejar é um caminho cheio de sucesso e felicidade, dure o tempo que for!


Próximo tema: Mulher com filhos ainda é um tabu para os homens

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário