Traição

Eu sou a vagabunda com quem ele te traiu

eu sou a vagabunda com quem ele te traiu

Eu sou a vagabunda com quem ele te traiu

Recomendo o nosso podcast sobre esse tema: é só clicar aqui

Não adianta olhar meu Instagram em busca de uma foto em que eu esteja feia, só para você mostrar para suas amigas e elas falarem: “Não acredito que ele te traiu com isso.” Ou o clássico: “Sou muito mais você amiga!” Isso só vai aumentar ainda mais sua indignação.

Mas olha, eu diria o mesmo para minhas amigas, juro. Mas algo que eu também diria se isso acontecesse com uma delas é: “A culpa de verdade é do seu namorado babaca. E que isso não faz de você uma trouxa, e sim ele, o boy magia que perdeu o encanto.”

Por outro lado não sinto nada a respeito de ele ter te traído comigo. Para mim simplesmente aconteceu, um cara qualquer, numa noite qualquer.

Leia também: Precisamos falar sobre traição

“Ele me traiu com uma vagabunda!”

vagabunda com quem ele te traiu

Vagabunda não! Por mais que eu não me importe, sei que as pessoas ainda acham que esse é um termo pejorativo. E afinal, esse foi o apelido nada carinhoso pelo qual você escolheu me chamar. Eu sei que é para ofender. Não ofende, mesmo.

Da mesma forma sinto muito, mas eu não sou obrigada a adivinhar que aquele cara sozinho na mesa do pub tinha você. Isso nem passou pela minha cabeça. Eu não perguntei, ok, mas ele não falou. E aí quem será que estava errado?

Afinal, com certeza a errada era a “vagabunda” aqui. Dona da própria vida, que paga suas próprias contas e não deve satisfação para ninguém.

Quem te deve explicações é o cara que te traiu

vagabunda com quem ele te traiu

Aquele que me bloqueou no facebook para eu não achá-lo e dar de cara com um relacionamento sério. Esse mesmo cara que só falava comigo durante o dia, porque a noite geralmente o celular estava desligado com a desculpa de que ele estava trabalhando.

Logo depois que a gente ficou ele pegou o meu número, e insistiu muito para que a gente continuasse a se encontrar. O mesmo que preferia sair no meu carro. E quando saíamos no dele ele ficava todo preocupado com eu ter esquecido alguma coisa…

Saia dessa de que a culpa foi minha. Eu estava em um pub da cidade, o único que dá para beber uma cerveja e bater um papo inteligente com alguém. Quem estava onde não deveria estar era o seu boy. Respectivamente as escolhas que culminaram na traição não tem nada a ver comigo. Não sou eu que tenho um compromisso com você. Certo?

Eu sei que você queria os detalhes então aqui estão: Ele se aproximou devagar. Primeiro trocamos alguns olhares. Ele pediu para o garçom me levar uma cerveja. E eu não aceitei, minha cerveja pago eu. Mas ele foi muito querido quando pediu para sentar na minha mesa. Depois de horas de uma conversa muito interessante, nós nos beijamos e ele dormiu na minha casa.

Você pode gostar deste texto: O verdadeiro motivo da traição foi: porque eu quis

Eu não sou culpada por isso

vagabunda com quem ele te traiu

Muito menos a “vagabunda” que você imagina. Pago minhas contas, minha cerveja, trabalho e estudo pra caramba e me dou todo direito do mundo de sair com quem eu quiser.

Portanto, acho que você pensa dessa forma porque é a única maneira de absolver a culpa da pessoa que você tanto ama. Para deixar isento aquele que errou feio com você, que abusou da confiança depositada. E que em nenhum momento preocupou-se com o quanto você ia sofrer se descobrisse tudo isso.

No fim das contas para mim, o limite da nossa conversa interessante e inteligente seria um “eu tenho namorada”. E eu teria feito um grande amigo. Porque eu realmente me importo com isso. O que eu não quero para mim, tento não fazer para os outros.

E esse é o momento que você precisa entender que EU não ficaria com um cara que tem namorada se soubesse disso. Mas existem muitas mulheres que ficariam. E mesmo assim, mesmo que elas soubessem, a culpa ainda seria do seu namorado. Afinal, é ele que tem um compromisso sério com você.

Assista ao nosso podcast sobre Eu sou a vagabunda com quem ele te traiu:

Leia mais