Ser mãe solteira é ser uma heroína

Ser mãe solteira é ser uma heroína

No mundo ríspido que vivemos, ser mãe solteira é ser uma heroína. Vamos lembrar os diversos casos em que você é julgado pela sua casca, ou por seu posicionamento muito antes de ser julgado pelo que você realmente é. Tendo isso em vista, vamos evidenciar cada lágrima e cada sorriso dado por essas mulheres. Vocês mães, são guerreiras. Vocês mães que criam seus filhos sozinhas, são heroínas!

É fácil apontar o dedo no rosto das pessoas e dizer que elas estão passando por tal situação por culpa única e exclusiva delas. Como se todo mal que acontecesse no mundo, fosse culpa de uma única pessoa.

É fácil também julgar sem viver, sem vivenciar o que essa pessoa está vivendo. Mais fácil ainda é diminuir um problema, como se aquilo fosse tão simples de resolver que qualquer idiota o faria. Falar sem sentir é fácil, difícil mesmo é se colocar no lugar da pessoa.

Ser mãe solteira desde o primeiro mês

Mulher gravida

Tudo começa com a notícia: “você será mamãe”. Para algumas a felicidade vem na hora, espontaneamente. Para outras, infelizmente, a felicidade vem com um pouco, para não dizer muito, de preocupação.

Tudo isso tem a ver com o estado civil e com a confiança em seu parceiro. Fato é que para a felicidade vir sem preocupação, você tem que estar consciente da estabilidade emocional que é a sua vida. Talvez isso seja quase que impossível, já que diariamente enfrentamos problemas com nosso coração.

A vida a dois então, é um dos maiores questionamentos da humanidade. Todos os dias tentamos entender como pode ou não dar certo o convívio de duas pessoas, com culturas diferentes, com gostos e atitudes que nem sempre combinam.

Por isso, quando a notícia chega, para assimila-la da melhor maneira possível, é importante entender aonde você está, aonde você está pisando, e se você pode contar ou não com o seu parceiro. Por isso, muita gente acha que ser mãe é um problema.

Você precisa ler: Mãe solteira, a maioria dos homens não aceitam se relacionar

Ser mãe nunca será um problema

Por mais difícil que a vida possa parecer e na verdade é, ser mãe nunca será um problema. Problema mesmo é ser um pai sem ser. Problema mesmo é colocar nas costas dos outros, todo peso do mundo, isentando a sua responsabilidade.

Não é à toa que filhos fora do casamento é considerado um grande problema. Problema do qual temos sempre um culpado, um bode expiatório. As mães!

Acredite, mesmo com o pai dando de ombro e sumindo da face da terra, a culpada sempre será a mãe. E é por isso que desde os primeiros meses, vocês mães, vão se tornando as heroínas. Primeiro por aguentar todo o peso do mundo em seus ombros. Julgamentos alheios, pessoas indelicadas e inconvenientes, fora claro, as mudanças em seus organismos, que afetam desde o físico ao emocional. Tudo isso, sozinhas! Ser mãe, nunca será um problema. Problema mesmo é não ter um ombro amigo nesses casos.

Ser mãe solteira é enfrentar o peso do mundo

Ser mãe solteira

“Você deveria ter se cuidado. Você não pode confiar em homem. Homens são assim mesmo. E agora, o que será da sua vida? Ser mãe é muita responsabilidade para você. Você não vai conseguir criar essa criança sozinha. Você deveria abortar!”

Frases e mais frases de gente que não tem o mínimo de empatia. Que não consegue se colocar no lugar do outro. Que ao invés de ajudar, coloca ainda mais peso nos ombros de quem ás vezes não sabe nem para onde ir.

O difícil é ouvir isso da sua própria família, de seus amigos mais próximos. Como se a culpada, a errada fosse você. Ouvir isso das pessoas que você ama, que deveriam te ajudar deve ser a coisa mais difícil do mundo. Assim como enfrentar o julgamento dos estranhos:

“Deve ser uma vagabunda. Dá para todo mundo. Nem sabe quem é o pai. Se o pai largou é porque ela não presta. Nessa idade e já é mãe. Mãe solteira, o que será da vida dela? O pai está mais que certo, só que falta ficar com ela só porque está gravida. Deve ter tentado dar o golpe do baú.”

Quando eu disse que éramos para evidenciar cada lágrima, eu realmente falei no literal. São inúmeras as lágrimas derramadas por essas mulheres, durante e depois da gravides. Encarar tudo isso sozinhas é um peso gigantesco, por isso, não canso de falar: ser mãe solteira é ser uma heroína!

Mãe, suas lágrimas serão de vitória!

Ser mãe solteira, Mãe feliz com o filho

Após o nascimento da criança, os dedos continuam apontados. Mas você já criou seu próprio escudo. Que protege você e seu filho. Ser mãe solteira é uma prova de que as mulheres podem tudo e que não dependem de ninguém, muito menos de homens (se é que podemos chamar assim) que não tem um pingo de responsabilidade.

Ser mãe é levar consigo o peso de outra vida e esse peso se aplica tanto aos momentos de felicidade, quanto aos momentos difíceis. Encarar tudo isso com um sorriso no rosto é para poucos, ou melhor, para poucas.

A verdade é que se você perguntar para essas guerreiras, elas passariam por tudo de novo. Encarariam as ríspidas acusações, os dedos apontados e tudo que envolve ser mãe solteira. Sabe por que? Porque ser mãe é uma dadiva. Ser mãe é a maior das alegrias. Alegria da qual nós homens jamais vamos vivenciar, mesmo sendo pais. Mães têm ligações diferentes com seus filhos. É algo que vem de dentro, desde o útero.

Ser mãe solteira não é um problema, é uma batalha, é uma luta. Daquelas que a pessoa vence com suor, lágrimas, sangue e amor. Mas o sabor da conquista é simplesmente indescritível, ver o sorriso do seu filho e um eu te amo é a melhor sensação que alguém pode vivenciar.

E como diria Cazuza: só as mães são felizes!

Parabéns mamães, vocês merecem toda felicidade do mundo!

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

Tags : MãeMãe com filhoMãe com filhosMãe soloMãe solteiraMães solosMães solteirasRótuloRótulosSer mãeSer mãe solteiraTexto para mãe solteira