Sou safada, mas não é sempre que eu quero dar

Antes de começar esse texto te peço para se inscrever em nosso canal no YouTube, lá a gente fala um pouco mais sobre temas como esse, de uma forma mais descontraída, se inscreve lá… (clique aqui)

Sabe, eu curto fazer um sexo bem feito, com preliminares que te fazem ver unicórnios e com posições diferentonas. Mas as vezes eu só quero ver Netflix, ganhar um carinho e jogar papo pro ar. Isso me deixa menos safada? Porque assim, eu gosto de me sentir safada, de ser o fogo da relação, de inovar e me fazer de Silvia Saint, só que não é sempre não. Sou safada, mas não é sempre que eu quero dar.

Esse medo muitas vezes perturba, mas depois de um tempo você percebe que tem o total direito de não estar afim, e isso não faz mal nenhum. Ninguém precisa ser uma máquina de fazer sexo sempre, se você não quer naquele momento, isso não quer dizer que você é frígida, ou frígido, isso só quer dizer que você tem noção das suas vontades.

Sexo exige entrega

sou safada

E se você parar pra refletir não adianta ir transar sem vontade, ou com a cabeça em outro lugar. Sexo exige entrega, de corpo, alma e pensamento. Quando um não tá afim a performance falha, o ritmo cai e a dança se perde na monotonia. Vale muito mais a pena sentir o momento e se entregar quando o tesão chegar.

Esse papo é muito mais direcionado para aqueles que namoram, claro. Quando você está solteira, ou solteiro, as oportunidades de transar são mais escassas, não adianta, essa é a realidade. Quando ela aparece geralmente você já quer mesmo que role há algum tempo, então não dá pra deixar passar, não é?

Quando se namora, a oportunidade está ali, sempre. Você depois de um tempo se acostuma com a ideia de que vai rolar sim, então muitas vezes é preferível esperar pela sua vontade. Mas claro, namoro é um lance de dois. Vale sim entrar no clima se você ver o seu boy, ou a sua namorada, com muita vontade. Isso até dá tesão na gente, não é? Mas se mesmo assim, a vontade não bater na sua porta, não adianta forçar, e nem tem pra que forçar. Já que não devemos ser obrigados a absolutamente nada.

Quantidade não é qualidade

Não adianta transar mais de três vezes na noite se você continuar de pé de boas depois delas. Uma boa transada, quando é bem feita, tem que te deixar de perna bamba, tem que te consumir e te deixar cansada. Tem que te deixar de barriga cheia, sem vontade de quero mais, pelo menos por algumas horas.

Leia também: Quero cada curva sua [+18]

Isso é extremamente visível quando se alcança um nível alto de intimidade em um relacionamento. Você já sabe quais as partes que levam o seu amor até lá, então tudo se torna mais intenso. Claro, que é muito interessante procurar outras regiões de prazer no seu parceiro, ou na sua parceira, mas o caminho você já conhece, o que facilita em uma grande performance.

Sexo não deve ser a base do relacionamento

sou safada

O sexo é importante, E MUITO, pra um namoro dar certo, mas ele não deve ser a chave principal da felicidade à dois. O equilíbrio entre sentimentos e desejos deve ser alcançado, e para isso é preciso paciência e persistência.

Óbvio que sem um sexo gostoso nem um namoro vai pra frente, mas o problema inicia a partir do momento que o casal só se entende na cama. Não dá pra conviver e ser feliz ao lado de alguém que você só sente vontade de transar, e não de estar perto.

Aquele famoso sexo pós brigas é sempre delicioso não é mesmo? Mas ao mesmo tempo ele é perigoso. Um relacionamento deve ser saudável, deve te trazer paz. Você tem que se sentir bem sempre, se sentir amado e desejado, por dentro e por fora. A felicidade se encontra aí.

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário