Você não tem direito de mudar ninguém

Nunca entendi esse costume que algumas pessoas tem em querer mudar o outro quando estão numa relação. Não que eu tenha tido diversas relações, ou que já tenha escutado muitas pessoas reclamando de seus parecirxs, mas é que não faz sentido, não tem nexo.

Por que eu preciso mudar uma pessoa para eu gostar dela, se já gostei do jeito que ela veio pra mim? E não vem com essa de que é só num relacionamento sério que a gente conhece as pessoas. E que mudá-las é necessário para tornar a relação aceitável, porque ninguém entra de cabeça numa paixão pra mudar, só pra ser feliz.

Na boa, tá ruim? Termina!

Ninguém é obrigado a continuar com ninguém. Hoje em dia, por mais que as coisas não sejam tão iguais entre homens, mulheres, gays, lésbicas, travestis e toda a fauna humana existente… Temos campo livre para ser quem quisermos sem apoio ou suporte de outrem (sempre quis usar essa palavra!).

Leia também: Um café pra pensar, um amor pra esquecer, um samba pra fazer

Quem tem costume de criticar o parceiro(a) faz uma crítica não construtiva. Porque não tem força para mudar a si mesmo e quer que o próximo se adapte às circunstâncias de baixa autoestima e até depressivas.

O problema, é que fomos criados para viver um amor romântico e doentio: daqueles que se mata e se morre. Não pense que sua metade da laranja está podre, porque ninguém é metade. Somos inteiros, só erramos em ficar na fruteira ao lado de outra laranja – essa sim – podre.

Aprendemos que amar é viver pelo outro

E não é, amar é se entregar sem saber ou ter o que esperar. É uma troca desleal, mas tão gostosa quanto. Amar é como ser o bobo de Lispector: não desconfiar de ninguém e, portanto, estar tranquilo.

Mas se acabar, dores surgirão? Claro! Já teve dificuldade de arrancar aquele matinho que crescia no piso do quintal? É quase a mesma coisa.

E nada de querer tornar o ex ou a ex num bicho que não consegue olhar. Esta pessoa fez parte da nossa vida. Nos fez felizes em algum momento, ela não merece ser endemoniada por puro e simples capricho. Seja grata a ela, e entenda que o problema não está nela, nem em você: apenas não deu.

Você vai gostar de ler: O amor é simples e está nas pequenas coisas

Como dizia a minha rainha Dona Ivone Lara: “Mas nada há de se perder, a própria dor há de valer, o mundo é bom professor… Pra te ensinar que o remorso é igual espinho… E ao invés de se machucar com eles, aproveite a visão e procure outras rosas pelo jardim.”

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

COMPARTILHAR
Artigo anteriorElas já foram humilhadas, hoje reinam soberanas
Próximo artigoUm brinde à mulher bem resolvida
Gab Osni
"É difícil se descrever quando nem você se conhece direito. Mas se quer uma descrição física, vá ao Facebook; se quer saber o que faço, procure "Engenharia Civil" no Google; se quer saber do que gosto, coma uma comida (qualquer comida!) e escute uma música(qualquer música!). Pensando bem, vou me descobrindo por meio do que escrevo e acho que vocês terão ideia do que(m) sou eu. Louco isso? Amados, loucura é querer ser normal!"