Você não vai namorar comigo, não

Deu para perceber que você gostou bastante quando a gente ficou, eu também curti. Aliás foi tão bom que valeu a pena repetir algumas doses. Mas a gente sabe quando passa do limite. As vezes pelo simples fato de um esperar uma coisa e o outro não estar esperando nada, o lance não rola mais. E eu estava curtindo sem maiores pretensões, até que você começou com um tal de “eu vou acabar com essa sua vidinha de balada”.

Olha, adoro a música, canto alto, mas não levo ela a sério. Não gosto desse tipo de cara que acha que pode decidir o que eu sinto, ou que entende que estou esperando pelo amor da minha vida. Não estou, na verdade eu sou o amor da minha vida.

Inclusive, leia esse texto: Eu sou o amor que tenho procurado

Costumo decidir por mim, então não vem dizendo que quer acabar com algo que eu gosto pra caramba. Saio da minha casa linda maravilhosa para me divertir, para me sentir ainda mais bonita, beijar umas bocas, mas não pra arranjar um namorado.

Vai namorar comigo sim

É o que diz a música, mas comigo você não vai namorar não. Na verdade espero que nessas condições ninguém te namore. Eu me ponho no lugar de outras pessoas e acredito que todas querem escolher por si. Isso inclui até mesmo o gosto que vão sentir na boca na manhã seguinte, e não importa se for de ressaca, desde que tenha sido uma escolha delas.

Então calma lá. Foi legal, eu estava curtindo. Mas ninguém decide por mim. Não é porque você quer que eu vou deixar de sair, de beber, de fazer o que eu quero para te namorar. Estou muito bem assim.

Portanto vou namorar a hora que eu quiser, quando arrumar alguém que deseje isso também. E não porque o fulano (que está chegando agora na minha vida) acha que eu tenho que mudar, ou deixar de fazer coisas que eu realmente gosto.

Parece estranho eu não querer algo que muitas pessoas estão procurando não é? E não quero mesmo, não agora, não com você. Esse desespero por ter alguém na verdade me assusta um pouco. Prefiro esperar até que eu realmente sinta que é a hora, até que eu simplesmente queira.

Escolho minha liberdade porque a pouco tempo entendi o que é amor próprio e apreciar minha própria companhia. Não vejo sentido em mudar isso, a não ser que seja alguém muito especial, que me queira também.

Leia também: Mulheres fortes, os homens tem medo

Um dia eu quero namorar. Mas não hoje, não com você.

O que rolou foi legal, senti um coisa muito boa. Mas foi isso, eu curti a companhia, o beijo, o sexo, o papo e você por completo. Mas me quebra no meio esse negocio de alguém querer escolher por mim. Então da próxima vez, tente uma abordagem mais leve, expresse o que sente com um “eu quero o melhor pra você” ou um “vamos curtir a vida juntos”.

E não use: “Eu vim acabar com essa sua vidinha de balada/ E dar outro gosto pra essa sua boca de ressaca/ Vai namorar comigo, sim!/Vai por mim, igual nós dois não tem/Se reclamar, cê vai casar também.” Isso é coisa de homem das cavernas, não cola mais.

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDepois de você eu tive medo de me relacionar com outras pessoas
Próximo artigoAmor de prima: Ligação de sangue e de alma
Sou psicóloga, escritora e produtora de conteúdo para internet. Mas também gosto de maquiagem, de séries, de cozinhar para os amigos, de cuidar dos gatineos, de amar as pessoas como se não houvesse amanhã e que claro, volta e meia guardar uns ranço porque ninguém é de ferro! Se você leu algum texto meu, por favor, expresse sua opinião nos comentários. Vou adorar o seu feedback!